Depois de comentarmos sobre os diferentes tipos de apartamentos disponíveis no mercado imobiliário brasileiro, mencionando studios, lofts, penthouses, coberturas duplex, apartamentos garden e apartamentos townhouse, é hora de voltar um pouco no tempo e falar sobre a famosa e velha quitinete (também escrito kitnete e kitnet, mas não são grafias aceitas oficialmente).

Anos atrás, o termo quitinete era usado para definir apartamentos de proporções reduzidas, que também eram chamados conjugados. Eles contam basicamente com banheiro e mais um ambiente que abriga quarto, cozinha e sala.

O conceito é bem parecido ao que atualmente chamamos de studio. No entanto, o diferencial é que, em geral, os prédios que contam com as velhas quitinetes não apresentam áreas de lazer ou espaços comuns funcionais, como lavanderias.

Aliás, a palavra quitinete vem do termo em inglês que junta “kitchen” (cozinha) com “dinette” (sala de jantar pequena), resultando em “kitchenette”. Ou seja, a palavra “kitchenette” foi “aportuguesa” para quitinete.

Apesar das quitinetes estarem por aí, principalmente em cidades grandes, como São Paulo, o termo caiu em desuso. Assim, é possível dizer que quitinete acaba definindo apartamentos situados em edifícios antigos. Isso não quer dizer que a decoração não pode ser moderna, com móveis sob medida que garantam um melhor aproveitamento do espaço.

Fotos: Reprodução
quitinete 01

quitinete 02

quitinete 03

quitinete 04